Carta de crédito contemplada – Como comprar da forma correta?

O consórcio é, sem dúvidas, a maneira mais barata de comprar um carro, moto ou qualquer outro bem de consumo parcelado. Isso porque, por ter apenas um pequeno número de pessoas contempladas por mês, os juros acabam sendo menores e – consequentemente – as parcelas se tornam muito mais atrativas.

Mas, se você precisa de um carro para ontem, participar de um consórcio não é uma boa opção. Afinal de contas, é preciso contar com a sorte para ser contemplado nos sorteios da financeira que administra o consórcio.

Diante disso, surgiu no mercado um modo de pagar mais barato e ainda driblar esse tempo de espera: A carta de crédito contemplada. Estas cartas são de pessoas que pagam o consórcio e acabaram sendo contempladas ao longo do processo, mas que não querem mais continuar pagando as parcelas e – por isso – optam por vender seu consórcio pelo valor que consideram justo.

E é para lhe ajudar a comprar uma carta de crédito contemplada da forma correta que nós resolvemos criar este artigo. Nas linhas abaixo você vai ver uma lista de cuidados que precisa tomar na hora de realizar uma transação deste tipo.

Cuidados na hora de comprar uma carta de crédito contemplada

É importante frisar que todos os administradores de consórcio não indicam a compra de cartas contempladas, por existir um bom número de golpes nesta área. Entretanto, existem algumas maneiras de evitar estes golpes e fazer um bom negócio com os consorciados que estão deixando o grupo:

01 – Confirme a veracidade da carta de crédito

Antes de mais nada é importante checar se a carta de crédito que você deseja comprar é, realmente, uma carta verdadeira.

Para isso, basta entrar em contato com a administradora do consórcio e checar – através do número do contrato – se a carta que você está comprando realmente existe.

Outro ponto importante que devemos observar é se a cota realmente é contemplada. Muitos anunciam cartas contempladas que na verdade, ainda não foram contempladas. Ou seja, você pode acabar entrando em um consórcio e ter de esperar a sorte, como todo mundo.

02 – Confirme a veracidade da administradora

Alguns golpistas mais sofisticados chegam a criar um CNPJ de financeira para poder responder de maneira afirmativa, caso o comprador procure saber da veracidade da carta.

Ou seja, se atente também para ver se a própria administradora não participa do golpe que estão tentando aplicar. Para tanto, basta checar se o CNPJ consta na lista de empresas autorizadas pelo Banco Central e isso você pode fazer clicando aqui.

03 – Leia o contrato

Outro ponto fundamental é ler o contrato da carta contemplada. Lá você irá obter informações importantes para garantir que não será enganado por nenhum espertinho.

Fique atento a itens como o valor das parcelas, a quantidade de parcelas e as taxas de administração do negócio.

04 – Taxa de transferência do consórcio

Praticamente todas as administradoras cobram um valor fixo para transferir um consórcio, esteja ele contemplado ou não.

Logo, é importante saber qual é este valor e deixar bem claro quem irá pagar esta taxa que, dependendo do valor do consórcio, pode ser bem alta!

05 – Regras para utilizar a carta de crédito contemplada

Outro ponto importante que devemos observar – e isso você pode checar no contrato do consórcio – são as regras para utilização da carta de crédito contemplada.

Afinal de contas, você pode acabar comprando uma carta no intuito de trocar de carro e ver, só depois, que a carta serve apenas para compra de uma moto.

Além disso, é preciso ter em mente que – seja lá o que você comprar – ficará sob os cuidados da administradora até que as parcelas do consórcio terminem. Ou seja, você não poderá usar a carta para dar entrada em um carro financiado ou com os documentos atrasados.

Até porque, o bem que você comprar será a garantia de que você irá pagar a totalidade das parcelas e, se não ocorrer, eles podem recolher o bem adquirido, seja ele um carro, uma moto ou até mesmo uma casa.

06 – Qualidade da administradora

Tão importante quanto as condições de pagamento, regras e afins é a qualidade da administradora do consórcio que você irá assumir.

Lembre-se que, ao adquirir uma carta de crédito contemplada, você passará a fazer parte de um grupo de consorciados e que as regras deste grupo, bem como os benefícios ou desvantagens da empresa administradora, te acompanharão até que todas as parcelas estejam quitadas.

Portanto, verifique se a empresa oferece um bom atendimento ao cliente, se possui boas condições de negociação para parcelas atrasadas (nunca sabemos o dia de amanhã), se ela não aumenta o valor das parcelas com o passar do tempo e se permite que sejam realizados pagamentos de trás para frente sem adicionar os juros que, apesar de pequenos, ainda existem.

Conclusão

Comprar uma carta de crédito contemplada, dependendo do valor a ser pago, é um excelente negócio. Principalmente se você estava prestes a entrar em um financiamento.

E, apesar de ter muita gente falando contra (inclusive as financeiras), adquirir uma destas cartas é uma boa opção de investimento. Entretanto, é preciso tomar os cuidados que citamos acima para que tudo saia exatamente como você planeja!

Veja também

Aprenda Definidamente Tudo sobre Leilões:

  Imagine você voltando de um leilão de Carros depois de ARREMATAR um Veículo pela …