X
    Categories: Dicas

Tabela de carro usado – Como saber os preços?

Nos dias de hoje não tem nem como discutir quando o assunto é a referência para os preços de um automóvel, já que a Tabela Fipe ou tabela de carro usado é a principal referência de base.

Com ela é possível precificar um carro e também fazer o cálculo de um financiamento, do IPVA, de vários seguros e outros itens.

Seja você hoje em dia um vendedor de carros ou então um comprador de carros, sempre bate aquela famosa e tradicional dúvida se o seu veículo está sendo ou não comercializado com um preço justo de mercado.

Por isso, nesse artigo vamos explicar como funciona essa tabela, a referência para os valores de venda de um automóvel e também os cuidados ao analisar o índice.

Tabela de carro usado – Entenda a Tabela Fipe

A Tabela Fipe é utilizada como referência por vários lojistas, vendedores, comerciantes e outros profissionais do mercado nacional, na hora de saber determinar o preço de um carro, tanto novo quanto usado.

Os valores da tabela de carro usado são calculados sempre através de uma pesquisa que é realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

Esses valores levam em consideração o preço médio dos anunciantes, excluindo assim os valores que são mais altos e os que são mais baixos.

Todos esses dados são disponibilizados mensalmente e a pesquisa pode então ser feita de acordo com o ano de um veículo, o modelo, o tipo de motor e outros fatores.

É muito comum também encontrar anúncios que tenham valores bem diferentes, e isso vai depender, por exemplo, do estado de conservação de um automóvel, a sua quilometragem e da cidade que ele está.

Nessa tabela de carro usado é possível encontrar os carros mais vendidos em concessionárias, ficando de fora aqueles veículos de importação independente, como os para portadores de necessidades especiais e as ambulâncias.

Entenda como é feito o cálculo da Tabela Fipe

  1. Primeiro é realizado um levantamento de dados, em todos os 24 estados, com mais de 125 mil cotações por meio de consultas de sites e revistas, ou até mesmo visita de lojas;
  2. Os valores que estão mais discrepantes são desconsiderados desse processo, tanto para baixo quanto para cima, a fim de chegar em um valor médio ideal e justo;
  3. Após essa conferência, são feitas várias médias por modelo, marca, combustível e ano. Desse valor obtido é descontado então de 2 a 3%, que simboliza a diferença entre o preço ofertado e o acordado pelo vendedor e pelo comprador.

São vários fatores que podem influenciar diretamente no valor de um carro. Os principais deles são:

  • Depredação natural de um carro;
  • Ano de um veículo;
  • Cor e acessórios desse automóvel (banco de couro, ar condicionado, rodas de liga leve, câmera de ré e outros);
  • Cidade na qual o carro se encontra.

Sendo assim, o preço médio da tabela de carro usado serve apenas como uma referência para a negociação entre duas partes. Isso não significa que todo carro de um mesmo modelo será comercializado por esse mesmo preço.

É possível que você realize uma avaliação no seu veículo e o valor fique um pouco abaixo do que está sendo apresentado na Tabela Fipe. O principal motivo disso pode ser a conservação do seu veículo.

Caso você deseja comprar ou vender um automóvel e quer elevar o valor ou encontrar ofertas melhores, trocar os pneus é importante, realizar uma revisão do motor e do câmbio e ainda investir em novos acessórios.

Mas antes de fazer isso, é sempre preciso que você saiba se vale a pena investir nisso que deseja, caso contrário, não realize nenhuma melhora ou avalie bem a condição de um carro.

Para conseguir saber o preço ofertado pela tabela de carro usado você pode acessar o site da Tabela Fipe e consultar as opções de:

  • Consulta de carros e utilitários pequenos;
  • Consulta de caminhões e micro-ônibus;
  • Consulta de motos.

Você terá que informar alguns dados importantes, como tipo de veículo, estado, marca, modelo, ano, versão e outros.

Depreciação dos valores de automóveis

Pode-se dizer que a depreciação dos veículos é o valor que se perde com o passar dos anos em seu uso.

Um carro que sai da concessionária já não é mais considerado então zero quilômetros e não pode ser vendido por esse mesmo preço.

Existe um critério, que é estabelecido por lei, que irá determinar o quanto um carro desvaloriza com o passar do tempo.

Porém, o cálculo real não é somente feito pela lei, outros fatores irão influenciar e são levados em conta, como:

  • Estado de conservação do veículo;
  • Percentuais fixados pela Receita Federal;
  • Tabela Fipe.

A taxa de depreciação é de 20% para os carros de passeio, porém alguns automóveis dentro da tabela de carro usado podem sofrer uma menor desvalorização.

editor :