X
    Categories: ConsultasDicas

Placa de carro – Modelos e significados

Quando uma pessoa compra um veículo novo, é comum realizar então o procedimento de emplacamento certo? A placa de carro comum geralmente é cinza com letras pretas, além de conter uma tarja superior que consta então o município do veículo.

Porém, existem vários outros modelos de placas que circulam pelas ruas de todo país, e que muita gente vê esporadicamente e nem sabe ao certo o que significa.

Se até hoje você conheceu somente a placa tradicional de carros, esse post é totalmente feito para você.

Separamos aqui um verdadeiro dossiê sobre todos os tipos de placas automotivas que existem, suas origens e também os usos. Vamos conferir!

A origem da placa de carro

Com o desenvolvimento industrial do século XX e a consequência da alta produção de veículos, fez-se necessário uma regulamentação.

Assim, em um sistema pioneiro que ficou vigente até o ano de 1941, o trânsito ficava então sob a competência total do município e as placas eram todas iguais no Brasil todo – com um fundo preto e com as letras brancas.

De forma bem básica, uma placa de carro era formada por uma letra (P para os carros particulares e A para os carros de aluguel) e números que poderiam então variar de 1 a 5 algarismos.

O sistema numérico

Então no ano de 1941 até 1969, as placas sofreram algumas mudanças importantes.

A partir dessa época elas foram dividias em cores, sendo que cada uma das cores era responsável por representar um determinado tipo de uso para os veículos.

Além disso, as letras das placas foram abolidas, permanecendo assim apenas os números.

A divisão era:

  • Laranja com uma inscrição na cor preta: para os veículos particulares (que depois de 1960 viraram amarelas);
  • Vermelha com inscrição na cor branca: para os veículos de aluguel;
  • Branca com inscrição na cor preta: para os automóveis que eram de uso oficial.

Nessa mesma época as placas de motocicletas passaram então a ser ovais, apresentando somente a sigla do seu estado, juntamente com o ano da sua expedição.

Sistema de emplacamento atual

Depois dos anos 90 para cá, o sistema de emplacamento do nosso país sofreu várias alterações consideráveis. A estrutura de uma placa de carro passou a ter 3 letras e 4 números, e também foi abandonado a cor amarela antiga, assumindo a famosa atual cinza.

Um recurso extremamente bacana que surgiu nessa época está relacionado com o nome do município e a Unidade da Federação.

Assim, quando um caro é transferido de uma cidade, troca-se então somente a tarjeta superior, através do rompimento de todo o lacre de segurança.

Foi nessa mesma época que entrou em vigor o famoso RENAVAM – Registro Nacional de Veículos Automotores.

A estrutura atual da coloração das placas é a seguintes:

  • Azul: Letra branca com fundo azul com sigla ADM (Administração) CC (Corpo de Bombeiro) CD (Corpo Diplomático) CMD (Chefe de Missão Diplomática) OI (Organismo Internacional) = uso diplomático-consular;
  • Branco: Letra preta e fundo branco = uso oficial;
  • Branco: Letra vermelha e fundo branco = autoescola;
  • Cinza: Letra preta e fundo cinza = carro particular;
  • Preto: Letra cinza e fundo preto = carro de colecionador;
  • Preto: Letra dourada e fundo preto = usado em carros oficiais de governadores, prefeitos, presidentes e outros. Essas placas acompanham também o brasão da República Federativa do Brasil, do Estado ou do Município coloridos;
  • Verde: Letra branca e fundo verde = carros que estão em reparos nas concessionárias e que precisam de testes de rua. Somente usado pelas montadoras ou fabricantes;
  • Verde: Letra dourada e fundo verde e amarelo = carros de Presidentes da república e outros. Também acompanham o brasão a sua esquerda.
  • Vermelha: Letra branca e fundo vermelho = transporte público ou então veículos alugados.

Já a ordem dos números e das letras irá depender exclusivamente do estado onde o veículo é emplacado, distribuída por meio de uma ordem cronológica de licenciamento e emplacamento.

Esse padrão começou nos anos 90 e quando atingiu as placas amarelas antigas, foram então substituídas pelo modelo atual das cinzas com as três letras e os quatro números.

Mudanças à vista

Há alguns anos o Governo brasileiro anunciou que haveriam algumas novas mudanças para as placas veiculares.

Totalmente repaginadas, o novo modelo de placa de carro será usado em todos os países que fazem parte do Mercosul, e passará a ser obrigatória no país a partir de 2017.

Nesse primeiro momento, essas placas serão aplicadas apenas nos carros novos, nos que forem transferidos de municípios ou então de categoria.

Aos poucos o país pretende modificar toda a frota de veículos circulando no território nacional, e assim homogeneizar toda placa de carro existente nas ruas e estradas.

 

editor :